Motivos Irresistíveis para Adotar Alimentos Integrais em Sua Dieta Plant-Based

Benefícios dos Alimentos Integrais em Dietas a base de plantas

Você sabia que os alimentos integrais são aqueles que não passam por processos de refinamento, conservação ou adição de substâncias artificiais? Eles são chamados assim porque mantêm a sua integridade, ou seja, a sua forma natural e os seus nutrientes originais. Os alimentos integrais são essenciais para uma dieta baseada em plantas, pois oferecem vários benefícios para a saúde, o bem-estar e a sustentabilidade. Neste artigo, vamos explicar o que são os alimentos integrais, quais são os seus benefícios e como você pode incluí-los na sua dieta baseada em plantas. Ficou curioso? Então, continue lendo!

Quer saber como explorar novos sabores com especiarias em uma dieta plant based, acesse http://dicasdacrika.com.br

O que são os alimentos integrais?

Os alimentos integrais são aqueles que não sofrem alterações na sua composição ou na sua estrutura durante o seu cultivo, colheita, transporte, armazenamento ou preparo. Eles são consumidos da forma como são encontrados na natureza, sem passar por processos de refinamento, branqueamento, polimento, hidrogenação, adição de açúcar, sal, gordura, corantes, conservantes, aromatizantes, entre outras substâncias artificiais. Alguns exemplos de alimentos integrais são:

  • Frutas, verduras e legumes frescos e orgânicos;
  • Grãos integrais, como arroz, trigo, aveia, quinoa, milho, entre outros;
  • Cereais integrais, como granola, musli, farelo de aveia, entre outros;
  • Sementes, como chia, linhaça, gergelim, girassol, abóbora, entre outras;
  • Oleaginosas, como castanhas, nozes, amêndoas, pistaches, entre outras;
  • Leguminosas, como feijão, lentilha, grão-de-bico, ervilha, soja, entre outras;
  • Tubérculos, como batata, mandioca, inhame, cará, entre outros;
  • Derivados integrais, como farinhas, pães, massas, biscoitos, bolos, entre outros, feitos com grãos integrais e sem adição de açúcar, sal, gordura ou outros ingredientes artificiais.

Quais são os benefícios dos alimentos integrais?

Os alimentos integrais são muito benéficos para a saúde, o bem-estar e a sustentabilidade, pois possuem várias vantagens em relação aos alimentos refinados, processados e industrializados. Veja alguns exemplos:

  • São mais nutritivos: os alimentos integrais preservam os seus nutrientes originais, como vitaminas, minerais, antioxidantes, fitoquímicos, entre outros, que são essenciais para o funcionamento adequado do organismo. Eles também contêm mais fibras, que são importantes para a digestão, a saciedade, o controle do colesterol, do açúcar e da pressão arterial, a prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, câncer, entre outras. Os alimentos refinados, processados e industrializados, por outro lado, perdem grande parte dos seus nutrientes durante os processos de produção e conservação, e ainda recebem adição de substâncias prejudiciais à saúde, como açúcar, sal, gordura, corantes, conservantes, entre outras.
  • São mais saborosos: os alimentos integrais mantêm o seu sabor natural, que é mais rico e variado do que o dos alimentos refinados, processados e industrializados. Eles também proporcionam mais prazer e satisfação ao paladar, pois estimulam os sentidos e as emoções. Os alimentos refinados, processados e industrializados, por outro lado, têm o seu sabor alterado ou mascarado pelas substâncias artificiais, que podem causar dependência, compulsão, ansiedade, irritabilidade, entre outros problemas. Além disso, eles podem gerar uma sensação de vazio e insatisfação, pois não nutrem o corpo e a mente de forma adequada.
  • São mais sustentáveis: os alimentos integrais são mais sustentáveis, pois respeitam o ciclo natural da natureza, desde o seu cultivo até o seu consumo. Eles não exigem o uso de agrotóxicos, fertilizantes, transgênicos, hormônios, antibióticos, entre outras substâncias nocivas ao meio ambiente e à saúde. Eles também não geram resíduos, poluição, desperdício ou emissão de gases de efeito estufa, que contribuem para o aquecimento global e as mudanças climáticas. Os alimentos refinados, processados e industrializados, por outro lado, são insustentáveis, pois desrespeitam o equilíbrio ecológico, desde a sua produção até o seu descarte. Eles demandam o uso de recursos naturais, como água, energia, solo, entre outros, de forma intensiva e predatória. Eles também geram impactos negativos, como contaminação, degradação, desmatamento, perda de biodiversidade, entre outros.

Para mais dicas sobre alimentação plant based, acesse http://portalvegano.com.br/blog/post/alimentacao-plant-based

Como incluir os alimentos integrais na sua dieta baseada em plantas?

Se você se interessou pelos benefícios dos alimentos integrais e quer incluí-los na sua dieta baseada em plantas, aqui vão algumas dicas e sugestões:

  • Prefira os alimentos integrais aos refinados, processados e industrializados: essa é a dica mais básica e importante para adotar uma alimentação mais saudável e sustentável. Você pode começar substituindo os alimentos refinados, processados e industrializados pelos seus equivalentes integrais, como o arroz branco pelo arroz integral, o pão francês pelo pão integral, o macarrão comum pelo macarrão integral, o biscoito recheado pelo biscoito integral, entre outros. Você também pode evitar ou reduzir o consumo de alimentos que não têm uma versão integral, como refrigerantes, sucos de caixinha, salgadinhos, doces, sorvetes, entre outros.
  • Varie o seu cardápio: uma alimentação baseada em plantas e alimentos integrais não precisa ser monótona ou sem graça. Pelo contrário, ela pode ser muito diversificada e saborosa, pois há uma infinidade de alimentos integrais que você pode combinar e preparar de diferentes formas. Você pode usar temperos, ervas, especiarias, molhos, vinagretes, entre outros, para dar mais sabor e cor aos seus pratos. Você também pode se inspirar na culinária de diferentes países e culturas, como a indiana, a tailandesa, a mexicana, a mediterrânea, entre outras, que são ricas em alimentos integrais e vegetais.
  • Planeje as suas refeições: uma alimentação baseada em plantas e alimentos integrais requer um pouco mais de planejamento e organização, pois nem sempre é fácil encontrar opções adequadas em restaurantes, lanchonetes, supermercados, entre outros lugares. Por isso, é importante que você planeje as suas refeições com antecedência, faça uma lista de compras, estoque os alimentos que você mais usa, cozinhe em maior quantidade e congele as sobras, leve marmitas e lanches para o trabalho, a escola, a faculdade, entre outros. Assim, você evita ficar sem opções ou recorrer a alimentos não saudáveis ou não sustentáveis.
  • Busque informação e orientação: uma alimentação baseada em plantas e alimentos integrais pode ser muito saudável, mas também requer alguns cuidados, pois pode haver deficiências de alguns nutrientes, como ferro, cálcio, zinco, vitamina B12, entre outros, que são mais encontrados em alimentos de origem animal. Por isso, é importante que você busque informação e orientação de fontes confiáveis, como livros, sites, blogs, podcasts, documentários, entre outros, que falem sobre os benefícios, os desafios e as dicas de uma alimentação baseada em plantas e alimentos integrais. Você também pode consultar um nutricionista, que pode avaliar as suas necessidades nutricionais, indicar os alimentos mais adequados, orientar sobre a suplementação, se necessário, e acompanhar a sua evolução.

Dúvidas comuns sobre alimentação baseada em plantas e alimentos integrais

Você ainda tem alguma dúvida sobre alimentação baseada em plantas e alimentos integrais? Veja algumas perguntas e respostas que podem esclarecer as suas questões:

  • Como saber se um alimento é integral ou não?: nem sempre é fácil identificar se um alimento é integral ou não, pois muitas vezes os rótulos e as embalagens podem induzir ao erro ou à confusão. Por isso, é importante que você leia atentamente os ingredientes e as informações nutricionais dos produtos que você compra, e prefira aqueles que tenham como primeiro ingrediente o nome do grão integral, como arroz integral, farinha de trigo integral, aveia integral, entre outros. Você também pode evitar ou reduzir o consumo de produtos que tenham como ingredientes açúcar, sal, gordura, corantes, conservantes, aromatizantes, entre outras substâncias artificiais, que podem comprometer a qualidade e a integridade dos alimentos.
  • Quais são as melhores formas de preparar os alimentos integrais?: as melhores formas de preparar os alimentos integrais são aquelas que preservam os seus nutrientes e o seu sabor, sem adicionar substâncias prejudiciais à saúde. Você pode cozinhar os alimentos integrais em água, no vapor, no forno, na panela de pressão, entre outros métodos, usando temperos naturais, como alho, cebola, salsa, cebolinha, orégano, manjericão, alecrim, entre outros, para dar mais sabor e aroma aos seus pratos. Você também pode consumir os alimentos integrais crus, como as frutas, as verduras, as oleaginosas, as sementes, entre outros, desde que sejam bem lavados e higienizados. Você também pode germinar ou fermentar os alimentos integrais, como os grãos e as leguminosas, para aumentar a sua digestibilidade e a sua disponibilidade de nutrientes.
  • Como adaptar as receitas tradicionais para usar os alimentos integrais?: você pode adaptar as receitas tradicionais para usar os alimentos integrais, substituindo os ingredientes refinados, processados e industrializados pelos seus equivalentes integrais, como a farinha branca pela farinha integral, o açúcar branco pelo açúcar mascavo, o leite de vaca pelo leite vegetal, entre outros. Você também pode usar os alimentos integrais para criar novas receitas, como bolos, tortas, pães, pizzas, salgados, doces, entre outros, usando a criatividade e o bom senso. Você pode encontrar várias receitas baseadas em plantas e alimentos integrais na internet, em livros, em revistas, em programas de TV, entre outros meios, que podem te inspirar e te ajudar a diversificar o seu cardápio.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu o que são os alimentos integrais, quais são os seus benefícios e como você pode incluí-los na sua dieta baseada em plantas. Esperamos que você tenha gostado e que tenha se motivado a experimentar essa forma de se alimentar, que pode fazer bem para você e para o planeta. Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou opinião, deixe um comentário abaixo. Nós adoraríamos saber o que você pensa sobre esse assunto. Obrigado pela sua atenção e até a próxima!

Deixe um comentário